Medal of Honor: Allied Assault

Enquanto alguns jogos de tiro revolucionaram o mercado com a implementação de coisas como eventos pré-definidos, especialização em multiplayer e toques de RPG, o mais novo jogo da série Medal of Honor (e o primeiro a aparecer no PC) prima não por tentar algo novo, mas por executar um dos mais caprichados títulos do gênero.

Medal of Honor é um jogo de ação, altamente influenciado por filmes como O Resgate do Soldado Ryan. Aliás, o consultor militar para os dois projetos é exatamente a mesma pessoa – algo que fica óbvio com a incrível atenção para detalhes na simulação de uma situação da Segunda Guerra Mundial. No papel do Tenente Mike Powell, você deve completar seis missões (divididas em fases menores), que normalmente envolvem resgates e sabotagens.

O que garante ao jogo sua nota é a maneira como cada missão se desenrola: você recebe ordens e é mandado para cada lugar em uma situação diferente. Obviamente, muitas coisas dão errado em incríveis cenas pré-definidas… mas elas são tão bem feitas, que tudo parece completamente natural. Você vai se infiltrar em bases inimigas escondido em caminhões, resgatar soldados, evitar a luz de holofotes e destruir aviões manejando a metralhadora de um jipe em seqüências de tirar o fôlego. Espere só para ver a recriação da famosa invasão da Normandia…

Apesar de tiros não matarem pessoas imediatamente e kits médico fazerem milagres, o jogo tenta manter um realismo acima da média. Ao ser atingido, você perde controle por alguns segundos e sua mira vai para o espaço. As armas tem pontos fracos sérios, como problemas para serem recarregadas, por exemplo. A única sacanagem é que, enquanto a maioria dos inimigos salta (inclusive um que parece estar dançando), rola e atira pelo canto das paredes, tudo que você pode fazer é se agachar e saltar.

Seria injusto não separar um páragrafo só para o som do jogo: além de trazer alguns dos efeitos sonoros mais realistas já ouvidos, a trilha sonora é da mais alta qualidade. Dramática sem ser cafona e emocionante sem ser repetitiva, cada música do jogo multiplica ainda mais a atmosfera das fases.

Um detalhe tipicamente ‘videogame’ no jogo são as medalhas: ao completar certas missões opcionais, você coleciona medalhas reais. Isso não parece destravar nada secreto, mas não deixa de ser um estímulo criativo para se jogar mais vezes.

Desenvolvedor: Dreamworks Games
Distribuidor: EA Games
Gênero: Ação/Plataforma
Lançamento: 2002
Servidor: RapidShare / SendSpace
Requerimentos Minimos: Pentium II 450MHz; Windows 95/98/2000/Me/XP; 1,2GB de HD; 128MB de RAM; CD 8X; DirectX8.
Download:
Senha pra Extrair:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: